terça-feira, 5 de abril de 2011

10° POSTAGEM: O Roqueiro Que Inspirou Supla

Na ativa desde meados dos anos 1970, ele veio da Inglaterra e segue firme, mesmo não tendo mais nenhuma música marcante (aparentemente), como as faixas desta 1° compilação.
Seu sobrenome artístico não quer dizer propriamente "ídolo". É só um trocadilho com a palavra "idle" (vadio).
Supla tentou conhecê-lo no Rock In Rio 91.
Idol também fez pontas em poucos filmes, como em Heavy Metal 2000 (dublou um alien chamado Odin. Bizarro, não?).

1- Rebel Yell/ 2- Hot In The City/ 3- White Wedding/ 4- Eyes Without A Face/ 5- Catch My Fall/ 6- Mony Mony/ 7- To Be a Lover/ 8- Sweet Sixteen/ 9- Flesh for Fantasy/ 10- Don't Need a Gun/ 11- Dancing With My Self (Single Version)

Sobre as músicas: A faixa 1 saiu originalmente do disco de mesmo nome (1983), junto com as de n° 4, 5 e 9. Faixas 2 e 3 saíram do álbum Billy Idol (EP de 1982) . Faixas 6 e 11, são dos álbuns Don´t Stop (1981) e o já citado Billy Idol. Faixas 7, 8 e 10 vieram de Whiplash Smile (1986).

Dancing With My Self
fez parte das trilhas dos filmes Gia- Fama e Destruição e Por Água Abaixo , além de um anúncio de carros.

Gravadora(s): Chrysalis (1988)

Fontes de pesquisa: Wikipédia (Brasil e EUA)

3 comentários:

  1. Esse eu posso falar de carteirinha. Billy Idol foi o artista que fez a transição do Pop para o Punk nos anos 80. Muitos punks, ainda que não admitam, se tornaram punks graças ao Idol. Nos anos 90 ele aderiu ao Movimento Cyberpunk, que não teve grande repercussão no Brasil. Hoje, ainda que afastado do mainstrean, é comum vê- lo nas festas dos principais roqueiros...

    ResponderExcluir
  2. Blz véio. tem o guitarrista q tocou com ele nessa época e tem grande contribuição nas composições. viva os 80'. feliper

    ResponderExcluir
  3. É gozado isto, o termo punk se aplicou àqueles caras na inglaterra mais por uma questão de visual, que depois aliaram às atitudes, mas os caras andavam rotos porque mal tinham roupas, tinham os dentes fodidos porque não tinham grana pra ir ao dentista, caso que era bem diferente dos punks come-sucrilhos como Renato Russo e Supla. Eu, como fã de Pink Floyd e Gênesis nunca curti muito Sex Pistols ou Stooges, mas o Billy Idol seria uma excessão (ou não, já que o que foi relevante em sua carreira, pouco ou nada tem a ver com o movimento punk) Eyes Whitout A Face é um verdadeiro hino oitentista. Ele pelo menos tem uma obra sólida, ao contrário do Supla, seu macaco de imitação, que nunca fez uma música que prestasse. Atitude? De que vale isto sem talento genuino?

    ResponderExcluir