domingo, 14 de junho de 2015

MTV Brasil 1990+2013- Parte 3... Programas Interessantes, Engraçados, Bizarros e Uma Porção Que Exibia Videoclipes

Retomando, após longo período, a série de lembranças da extinta MTV brazuca... venho falar de programas que assistia sozinho, com meu irmão, com algum amigo ou com meu pai. Sejam brasileiros ou americanos (com legenda). Alguns eu assistia bastante. Outros, nem tanto.

Rockgol
Não sou fã de futebol, mas... este tinha partidas com times formados por cantores e bandas. Assistia na época (2006-2007) em que era apresentado e narrado por Paulo Bonfá e Marco Bianchi (ex-Sobrinhos do Ataíde). Hilários eram os apelidos dos integrantes:
Musa Nissei Sansei, Boina, Wolverine Valadão (Nasi, do Ira!), Nhanha, James McDowell (Jimmy, do Matanza) e outros.
Aos domingos, tinha sua mesa redonda: Rockgol de Domingo, onde Bianchi comia amendoins (chamados de "joãoponês") atirando pra cima e Bonfá tinha uma xícara eletrônica com rosto de caveira.

Central MTV
Passava a partir do início da tarde, no meio da semana. Na época que eu pouco via, já não tinha apresentadores. Mostrava clipes recentes e terminou em 2005.

Hermes & Renato
Pensem num Casseta & Planeta trash, sem freios e desbocado. Era assim o programa de um grupo que fazia paródias e esquetes com personagens próprios ou baseados em filmes ou em alguém famoso. Durou de 1999 a 2009, quando foi pra Rede TV e mudou de nome pra Banana Mecânica. Retornou à MTV em 2013. Mas, vou falar sobre o grupo e seu programa num outro momento.


Ponto Pê (2004 a 2007)
Penélope Nova respondia dúvidas a repeito de sexo, a quem ligasse ou mandasse via e-mail. Passava em poucos dias da semana, lá pelas 23:30.

Clássicos MTV
Não era um programa. Foi um espaço da madrugada em que a emissora exibia só clipes, dos anos 70, 80... ou até mais antigos. Durou até 2003.

The Osbournes (2002 a 2005)
Foi um hilário reality show estrelado pelo eterno vocalista do Black Sabbath e sua família. 
Ozzy falava e agia na "marcha lenta", como se estivesse detonado pelos abusos com drogas. Eu não ia com a cara do seu filho (o Jack). Kelly (a filha), que também foi se meter a cantora, então...

Gordo a Go-Go
Talk-show apresentado pelo vocalista do Ratos de Porão, João Gordo. Além de entrevistas com artistas, mostrava vídeos da internet e passava episódios do desenho Happy Tree Friends.
Terminou em 2005.

Gordo Freak Show (2005 a 2006)
Avacalhações e shows de horrores, onde participantes da platéia ou selecionados competiam fazendo coisas absurdas, nojentas ou engraçadas.

Gordo Visita (2006 a 2009)
João Gordo entrevistava celebridades em suas próprias residências.

Gordo Viaja (2007)
João Gordo viajava por vários países e filmava com um celular.

Covernation (2005 a 2007)
Marcos Mion apresentava torneios com bandas de... eeeeeeh... cover. Uma vez, teve uma sósia da Alanis Morissete (parecidíssima, até na voz!). Na prova da paçoca, um integrante do Slipknot cover gritou de um jeito, que parecia sair fumaça da boca. Também tinha o Mionzinho e o Tiozão Ambervision. Haha!

Punk'd, que um amigo meu (Pablo) chamava de "Pancadê".
Criado e apresentado pelo ator Ashton Kutcher, trazia pegadinhas armadas pra surpreender alguma celebridade.
Soube que terminou de vez, em 2012.

Buzzina MTV (2003 a 2004)
Cazé Peçanha tinha seu próprio tele jornal, com notícias e curiosidades.

Control Freak
Rafael Losso (o Rafa) apresentava uma disputa de 3 clipes, com votação em tempo real. Terminou em 2005.

Jackass (2000 a 2002)
Criado pelo ator/dublê Johnny Knoxville, pelo cineasta Spike Jonze e Jeff Tremaine, era um programa onde os envolvidos armavam pegadinhas e lançavam-se em desafios radicais, hilários e de mau gosto. Sempre começava com um aviso dizendo aos espectadores não serem loucos de repetir o que fosse mostrado.
Contava também com os doidos de pedra Bam Margera, Ryan Dunn, o nojento Steve-O, o anão Jason "Wee Man" Acuña, Chris Pontius, Preston Lacy, Dave England e Ehren McGhehey, além de Chris Raab (vulgo Raab, o Próprio), Brandon DiCamillo, Loomis Fall, Manny Puig, Brandon Novak, Rake Yohn e Stephanie Hodge.
Gerou filmes e um video game.
Em 2011, Dunn morreu num acidente de carro e chegou a ser homenageado no Pânico na TV.

Meninas Veneno (2001 a 2004)
Marina Person ajudava garotas a resolver seus problemas de relacionamentos.

Tela Class (2007 a 2008)
Um bloco que exibia versões editadas de filmes antigos, cults, trash ou B transformados em comédias desbocadas e sem noção. Tudo dublado pelo pessoal do Hermes & Renato.
No início, achava estranho e nem curtia. Depois, achei engraçado. Pode-se encontrar no Youtube, se não todos, boa parte.
Alguns exemplos de títulos hilários: As Tretas de Hong Kong, Um Capeta em Forma de Guri, As Bombas de Hércules (com a participação de Tom Cavalcante), Santa Claus e o Pozinho Mágico, Caçadores de Zica (participação de João Gordo), O Pai das P..., entre outros.

Video Clash (2003 a 2007)
Era um programa onde era possível votar via internet, num dos clipes a serem exibidos.
Foi apresentado por Sarah Oliveira, Léo Madeira, Edgar Piccoli, Didi Wagner e Rafa.

Dirty Sanchez (2003 a 2008)
Nunca assisti isto, na emissora. Meu amigo Pablo me mostrou uns programas dessa série sádica... mais doente que Jackass!
4 sujeitos, que se chamavam de Sanchez Boys ou Team Sanchez, faziam brincadeiras e nojeiras um com o outro. 

Top Top (2004 a 2010)
Marina Person e Léo Madeira apresentavam um tema específico, numa lista regressiva de 10 posições.
Passava toda segunda-feira às 10 e meia da noite.

Amp MTV (ou simplesmente, Amp), que é o da foto lá de cima.
Era um programa sem apresentadores, que exibia durante meia hora, clipes recentes ou não de música eletrônica. Muita coisa interessante, intrigante ou bizarra. Passava toda sexta, à meia-noite.
Dentre as atrações, me lembro de Dimitri from Paris e seu clipe em desenho de Sacré Français!
Cancelado em 2005.

VJ's em Ação (2004 a 2005)
Os apresentadores ficavam reunidos numa sala com mesa e sofás, papeando com ou sem convidados.

Casal Neura (2007)
Série protagonizada por Marina e Cazé, mostrando um casal em conflito. Era apresentada em forma de esquetes do programa Neura MTV.

Jornal da MTV (2002 a 2007)
Programa voltado pra música e tempos depois, falava sobre cinema. 

Viva La Bam (2003 a 2005)
Bam Margera (do Jackass) e seus amigos aprontavam barbaridades com seus pais April e Phil, além de seu tio Don Vito. Tinha mais caras do Jackass: Ryan Dunn, Brandon DiCamillo e Chris Raab. Era engraçado quando Don Vito ficava irritado e isso o fazia sua voz ficar ininteligível.
Teve um episódio, em que Bam e outros testavam a paciência do tio e aparecia na tela seus índices de ira, no formato de um termômetro. Passava tarde da noite, mas não chegava a ter coisas pesadas. Os palavrões também levavam "bip".

Cine MTV (1990 a 1998 e 2003 a 2006)
Assistia a 2ª fase, em que Marina Person ficava num cenário em forma de uma sala de cinema. Tinha entrevistas com atores e atrizes, além de matérias com as esteias do momento.

Beija Sapo
Com o tempo, comecei a ficar de saco cheio desse esquema de formar casais, com ou sem "gincanas", ou através de cantadas e declarações.
Este, era apresentado pela modelo Daniella Cicarelli, com participantes escondidos numa cabine, falando através de um fantoche de sapo ou perereca.
Durou de 2005 a 2007.

Notícias MTV (2008 a 2010)
Telejornal que falava de assuntos mais variados.

MTV Movie Awards
A emissora americana tem o seu próprio Oscar (ou Emmy), também com direito a shows. Uma vez por ano, seleciona filmes por categorias, como Melhor Luta, Melhor Beijo... e premia artistas com um troféu dourado na forma de um copo cheio de pipoca.
Num domingo, a transmissão é ao vivo e narrada, com reprise legendada.

Ya!Dog
A VJ Luiza Micheletti (gostava dela. Hehe!!) mostrava trechos de clipes e algo a ver com internet. Conversava com seus convidados e com o mascote que levava o nome do programa em forma de um "tê", aquele soquete de tomada.
Ficou no ar, entre 2006 e 2007.

Daniella no País da MTV (2003 a 2004)
Cicarelli andava fazendo reportagens e trollagens com alguém, nos estúdios da emissora.

Fist of Zen 
Criado em 2007 e exibido no Brasil, um ano depois, é uma mistura de reality show babaca com provas envolvendo dor e humilhação. 5 participantes numa livraria tinham que provar ser fortes e suportar as provas, sem dar risadas ou gritar. Tudo isso, julgados pelo hilário Mestre Zen, que lembrava o Pai Mei de Kill Bill- Volume 2, que era a única graça dessa... coisa!

A Fila Anda (2006 a 2008)
Outro programa com gente louca pra arranjar pretendente. Foi apresentado por Penélope e pela modelo Carol Ribeiro.


Infortúnio com Funérea (2007 a 2011)
A gótica deprê/rabugenta do desenho escroto Fudêncio e Seus Amigos virou apresentadora de um talk show noturno, onde entrevistava gente famosa (de carne e osso). No final, sempre perguntava: "O que gostaria que estivesse escrito no seu túmulo?" e encerrava dizendo: "Péssima noite pra vocês!".

Room Raiders
Uma equipe entrava na casa de 3 solteiros. Cada um era levado, como num sequestro. Então, uma moça visitava os locais e examinava cada cômodo, a fim de escolher com quem gostaria de namorar. Já teve o contrário, onde um cara bisbilhotava as casa de 3 moças.
Criativo, ousado, abusado e bizarro.

PC na TV (2011 a 2013)
O vlogueiro PC Siqueira comentava sobre fatos curiosos e estranhos, contando com vídeos postados na internet.

15 Minutos (2008 a 2010)
O nome do programa (que parecia um quarto) era o mesmo de sua duração, onde o humorista Marcelo Adnet lia e-mails, cantava e fazia imitações. O cara ao lado, sempre mascarado, era Felipe Ricotta (o Kiabbo), que foi substituído por Rafael Queiroga.
No verão de 2010, chegou a ter meia hora de duração (15 Minutos em Dobro) e gravações externas.

Total Massacration (2005 a 2006)
Era apresentado pela banda avacalhada derivada do Hermes & Renato. Mostrava clipes de heavy metal.

I Want a Famous Face (2004 a 2005)
Jovens participantes apareciam nesse... reality show, pedindo cirurgia plástica em alguma parte do corpo e nem sempre só no rosto, pra ficarem parecidos com seu artista favorito. Bleh!

MTV Sem Vergonha (2012 a 2013)
Didi Effe e Titi Müller recebiam um convidado pra falar sobre... adivinhem! SEXO!!!

Não Tem Clipe... Mas É Legal (2011)
Era um bloco que só tocava músicas e sem apresentador algum.

Fur TV
Seriado inglês, protagonizado por fantoches e que também tinha personagens humanos em situações bizarras e maliciosas. Pensem em Muppets, mas voltados pra adultos. A MTV Brasil passou em 2008, nos domingos, às 23:30.

Então Tá, Vamos Falar de Música (2007)
Programa sem apresentadores, que mostrava curiosidades de bandas e artistas só com legendas, narrações e imagens.

Furo MTV (2009 A 2013)
No formato de telejornal, Dani Calabresa e Bento Ribeiro mostravam notícias de mentira e falavam absurdos. Quando ela saiu da MTV, outros ficaram no lugar, como Bruno Sutter (do Massacration). 

Wildboyz (2003 a 2006)
Chris Pontius e Steve-O (Jackass) viajavam pelo mundo e mostravam lugares pouco visitados. Com situações envolvendo pessoas, fatos exóticos ou animais. Também tinha escatologia. Passava uma vez por semana, à noite e também começava com um aviso.

Comédia MTV (2010 a 2012)
O grupo Deznecessários e outros humoristas (Dani Calabresa e Marcelo Adnet, entre eles) apresentavam esquetes e stand-ups.
Um clipe muito, muito engraçado, foi o do super-herói Super Temaki e sua música fuleira de duplo sentido.

Pimp My Ride (2004 a 2007)
Apresentado pelo rapper Xzibit, mostrava reformas de carros em péssimas condições. Como no quadro Lata Velha, que lançaram no Caldeirão do Huck.
Este programa teve versões na Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Brasil.

MTV+ (2007 a 2009)
Marina Person, Léo Madeira e Luísa Micheletti apresentavam (sem aparecer) biografias e fatos curiosos de artistas e bandas.

O Último Programa do Mundo (2013)
Nem sei o que dizer disto. Dois caras na frente de um "cromaqui", conversando, fazendo palhaçadas e não sei mais o quê. E foi a penúltima coisa antes do clipe final da emissora.

É possível que, eu comente sobre algum dos programas que aqui listei.

A seguir, desenhos animados que passaram pela emissora. Vou falar até sobre uma série de bichinhos que se matam e a do Fudêncio!


Fontes: Wikipédia (Brasil e EUA) e Imdb

3 comentários:

  1. Curtia o Gordo Visita. Teve um epsódio que ele foi na casa do Miranda que mostrou sua coleção de quadrinhos e bonecos, muito bom. O Miranda comentou que a grana nunca lhe subiu a cabeça pois ele gastava tudo com bibi e bonecos. Meu estilo de vida, hehehe...

    ResponderExcluir
  2. Como fã de rock e gostava de ver as bandas em ação (e por isto curtia os video clips) curti a MTV bem no início. No começo era isso mesmo, bandas, clips e muita informação sobre sobre música. Aí virou uma salada, programas voltados para esta nova geração que hoje vemos. Nos últimos anos eu raramente assistia, mas curtia o Top Top, por conter curiosidades sobre música. Hermes e Renato beirava o mal gosto,mas não deixava de ser engraçado. O Gordo a Go Go tinha entrevistas interessantes, mas o apresentador, que conheci pessoalmente, fazia questão de ser desagradával na maioria das vezes. Até que a MTV durou bastante.

    ResponderExcluir
  3. SEM DUVIDA A MTV FOI UM LIXO TOTAL !!!


    ELECTRO BOY

    ResponderExcluir